Rico é aquele que dá

 IMG_0282

Catarina foi hippie nos anos 70 e tem o corpo todo tatuado. Há 3 anos teve um câncer de vulva. Fez uma infecção pós-operatória grave, com uma área extensa da vulva comprometida. Poucas vezes vi uma coisa assim. Além da mutilação própria da cirurgia, a infecção pós-operatória aumentou o tamanho da área que foi retirada da vulva. No primeiro ano pós tratamento, Catarina só chorava. Acompanhei a briga dela, primeiro pela vida, no período dos curativos e depois pelo resgate da feminilidade e da vida sexual. Ter sido hippie naquela época libertária deve tê-la ajudado a não entregar os pontos e a entender a própria sexualidade de maneira mais ampla. Apesar de algumas limitações, Catarina conseguiu construir uma nova vida sexual satisfatória para ela e o marido. No meio do caminho, descobriu uma doença degenerativa na cabeça do fêmur. Catarina anda de muletas, mas continua andando por aí. Sempre que vem à consulta me traz chocolates e fala sobre dureza da vida. Invariavelmente me surpreende. Esses tempos me entregou um folder da Cultura Racional, seita da qual ela é participante desde os anos 70. Eu sabia do que tratava a seita amalucada porque Tim Maia participou dela para fugir das drogas e do álcool . Nesse período concebeu dois geniais LPs – Imunização Racional I e II. Uma vez, num sebo, folheei o livro da seita, o “Universo em Desencanto”, num sebo – comentei isso com os dois.  E o marido que era descrente da medicina tradicional, finalmente concordou que ela tomasse antidepressivos. Há seis meses uma inundação alagou o mercadinho dela e mais uma vez Catarina precisou reconstruir a vida. Hoje me trouxe de presente duas canecas, além das balas e chocolates de sempre.  Catarina estava com dor, a última medicação que eu tinha prescrito ajudou muito pouco. Perguntei se ela poderia custear uma nova medicação para a dor, cara para os padrões dela.  Catarina refletiu por alguns instantes:

— Doutora, o dia que eu morrer meu dinheiro fica. Me passe a medicação.

Quando ela foi embora eu parei para um café e para organizar as idéias. Rico é aquele dá. Pobre é aquele que acha que não tem.

2 opiniões sobre “Rico é aquele que dá”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *